Patolada na Mala

Um blog sobre Malas, Patoladas e Sleeping Fetsh.

sábado, 19 de abril de 2014

Voyeur: A Arte de Flagrar Malas: Colega de Quarto

Boa noite queridos!

Estou fazendo aqui referência à 2 posts de um dos blogs que eu admiro bastante, tanto pela personalidade e temática bem definidas quanto pelo tema proposto em si.

Se trata de um frequentador do blog que vivi numa república e tem como companheiro de quarto um amigo que sempre dorme assim conforme as fotos ele tirou, de barraca armada e pau durão. E ele afirma ainda que pega na mala do amigo sempre que possível quando ele está dormindo e que na segunda sequência de fotos ele teve que ficar pegando no pau dele para endurecer e tirar as fotos.

Seguem abaixo a ponte para as duas postagens em questão.

Voyeur: A Arte de Flagrar Malas: Colega de quarto (Post 1)

Voyeur: A Arte de Flagrar Malas: Colega de quarto (Post 2)

E abaixo o conteúdo repostado.


Parte 1

Colega de quarto

"Aí, blz! Tirei essa foto do meu colega de quarto, moramos em uma república. Somos estudantes da UFPR,tenho um tesão por ele, só que ele é hetero, e não sabe que curto caras. O pau dele só vive duro, e eu fico louco. Ele não gosta de usar cuecas, pense em uma MALA de respeito...Sempre que posso eu pego na mala dele, quando ele está dormindo." OBS: As fotos ficaram fora de foco. Mas dá pra ter uma do que nosso amigo frequentador está falando.

sexta-feira, 18 de abril de 2014

Acariciando o pacote do primo por cima da cueca enquanto ele dorme

Adorei esse vídeo. Esses que o carinha dorme de cueca e patolam o volume dele para mim são um dos melhores, pois são os tipos de situações que mais se assemelham ao que realmente acontece quando rola dos dorminhocos serem bolinados.


Quando rapaz esta lá dormindo de cueca ou calção e a pessoa vai dar uns pegas nele, geralmente as ações giram em torno de apalpamentos e passadas de mão por cima do tecido. Na menor parte dos casos é que acontece do cara ter a rola sacada para fora e ser chupado e principalmente gozar.

sábado, 12 de abril de 2014

Relato de Frequentador: Bolso Furado

Boa noite pessoal!

Recebi esse relato por e-mail de um dos frequentadores conforme segue abaixo.

"E ai cara bele. Estou te enviando esse relato pois essa história aconteceu comigo durante um período e eu acho que tem a ver com o blog além de ser tesuda na minha opinião. Se quiseres postar aí, ia ser legal. Flw.

Isso aconteceu comigo quando eu tinha os meus 15 anos.
Minha irmã namorava com um carinha, no caso o meu atual cunhado pois já se casaram, mas na época que eles namoravam acontecia dele vir dormir aqui em casa em alguns finais de semana e ele dormia sempre no meu quarto pois nossos pais são tradicionais. Lá já tinha uma outra cama de solteiro para situações como essas. Ele é moreno tipo caucasiano de cabelo preto e é magro de estatura mediana. E esse meu cunhado tinha um negócio que me atraia sabe e como não podia ser diferente, eu era vidrado na mala dele. Ele tinha 19 anos e eu achava bem volumosa dependendo da roupa que ele usava. Quer ver mesmo aqueles calções de jogador de futebol que ele usava as vezes pra ir pra praia com a gente que deixavam o tabaco dele marcado quando ele saia da água e umas sungas que eu já vi ele usando. Ai eu com os meus 15 anos conseguia ver pelo contorno que ficava a extensão da rola dele e imaginava que com a idade dele já devia estar totalmente desenvolvida pq eu já tinha aprendido na escola que o pau cresce até os 18 anos.

Ai eu comecei a querer me aproveitar da situação e passar a mão nele nessas ocasiões que ele dormia aqui. Enfim satisfazer o desejo de sentir na minha mão aquela rola que eu tanto via nos calções e na sunga dele e até dar umas apalpadas no saco dele que devia ser grande tb eu imaginava. Até uns calções largos e maleáveis eu passei a dar pra ele dormir para facilitar o meu trabalho.

Pois bem, durante a madrugada eu ficava de olho, quando eu via que ele tava de barriga pra cima, eu esperava um pouco e me levantava e ia lá bem devagarzinho até a berada da cama dele que era próxima a minha só que encostada na parede e colocava a mão em cima do volume pra sentir os negócios dele e começava a pegar gostoso. Uau cara. Era uma realização sabe. O problema é que ele raramente ficava de barriga pra cima e quando ficava depois que eu começava a passar a mão depois de algum tempo ele se virava pra baixo. O sono dele era meio leve. Ele não chegava a se acordar mas se mexia muito durante a noite. Já tinha ouvido falar que o nome disso é "sono agitado". Ai na maioria do tempo ele estava de barriga pra baixo talvez assim ele se sentisse mais seguro sei lá, o que acabava me permitindo aproveitar pouco.
Então eu tive a ideia de driblar essas posições dele para conseguir aproveitar mais o equipamento dele.

O que que eu fiz, peguei um desses calções e rasguei a costura dos bolsos laterais por dentro deixando umas aberturas bem grandes no fundo dos bolsos, internamente e comecei dar esse calção modificado pra ele dormir. Troquei o colchão da cama dele por um bem mole, grosso e fofo que tinha em casa guardado e afastei a cama dele da parede. Com isso ficou bem mais fácil, pq ai acontecia o seguinte. Quando eu começava a pegar no pau dele, depois de um tempo como eu já falei ele se virava e o pacote dele ficava enterrado no colchão me impossibilitando de continuar bolinando ele, ai eu esperava um pouco já que ele tinha se mexido e fazia assim, colocava uma mão em cima do colchão ao lado do quadril dele e afundava o colchão ali criando espaço por baixo dele o que era fácil  por causa das características daquele novo colchão. Com o espaço criado ali eu enfiava a mão por dentro do bolso dele e ia entrando com ela até passar por aquela passagem que eu tinha feito. Assim que eu saia do bolso e entrava no calção dele por ali, eu conseguia pegar no recheio da cueca dele novamente. Quando a minha mão estava lá eu me lembrava dele de sunga na praia e me dava mais tesão ainda pq eu tava pegando naquele volume que eu tinha visto. Ai eu ficava lá amassando as bolas e o piru dele, na manha mas pegava. O, era bom demais ele dormindo de bruço e eu enchendo a mão na cueca dele por baixo e o piru dele era bem grandinho, pelo menos eu achava na época.

O bom é que o comportamento dele não mudou. Continuou passando mais tempo assim, mas graças aquela passagem secreta eu pegava gostoso mesmo com ele de barriga para baixo. E quando acontecia dele se virar de costas para mim, eu dava a volta na cama pq ela não estava mais encostada na parede e pegava no pacote dele do mesmo jeito. O quarto era escuro mesmo, não dava pra ver nada. Pegar no pacote do cunhado era bom demais. Não importava pra que lado ele se virasse, eu sempre conseguia pegar na linguiça calabresa gostosa dele.

Eu acho que essa pode ser uma das técnicas pra vc colocar naquele setor. Teve uma outra vez que eu usei este mesmo artifício com um primo bem-dotado onde o pau dele endureceu pelo buraco do bolso e eu consegui dar uma chapinha pelo lado, foi muito loko. Mas isso eu mando em outro e-mail outro dia."