Patolada na Mala

Um blog especializado em Sleeping Fetsh, Malas e Patoladas.

segunda-feira, 16 de março de 2015

Conto: Amarrei o primo e chupei o pau dele

Segue conto recebido.
-----
Sobre esse lance de amarrar os carinhas, uma vez fiz isso com um primo lindinho que eu tenho. Ele é hétero e somos bem amigos e eu sempre fui assumido mas não dou muita pinta e até então nunca tinha conseguido chupar um pênis grande de um garoto e como eu sempre via um volume legal nas bermudas dele, logo fiquei desconfiado que ele poderia ter dentro da cueca o que eu queria e tentava descobrir o tamanho do piru dele. Sempre que eu perguntava ele ria e desviava o assunto, mas eu tenho os meus meios rsrs e assim que eu consegui descobri o tamanho do piru dele, que era de 18cm fiquei doido e botei na minha cabeça que tinha que faze boquete nele. O meu pinto era normal, só tinha 13cm e poder chupar o caralhão dele ia ser tudo de bom. Eu pedia pra ele deixar eu chupa mas ele só ria e dizia que não. E como ele não liberava aquele piru gostoso dele pra mim, só me dava mais vontade ainda de gruda alí. Ele dizia que nem com ele amarrado eu ia consegui encostar a boca no pau dele e ficava rindo da minha cara. Foi nesse momento que ele me deu altas ideia. Ai eu comecei a armar pra ele e dizer que só de sacanagem eu ia amarrar ele numa cama e chupar um monte o pau dele a força. Ai ele disse, até parece. E eu: Quero ver a tua cara na hora que tu tiver preso e eu mamando deliciosos 18cm de pica. Ai ele ficou suspreso como eu sabia disso. kkk, ai eu disse, é só tu dizer que duvida de mim, e ele disse que duvidava. Ai eu falei pra ele que agora ele tinha me desafiado e que o pacote dele tava prometido e quando menos ele esperasse eu ia amarra os pés e as mãos dele e me banquetear no pau dele com ele preso sem poder fazer nada, ai ele riu da minha cara, me chamou de viado denovo e disse: vai sonhando priminho. Pronto, era o que eu precisava, um desafio e a pica volumosa dele ia ser minha, me da água na boca toda vez que lembro. Isso foi na quarta feira, no outro sábado, 1 semana e meia depois eu estaria sozinho em casa e convidei ele pra vim dormir aqui pq mesmo apesar de minha orientação sexual nos damos muito bem. Ai ele veio e eu já tava com tudo esquematizado, ia ser o dia da chupação, ia chupar o meu primo dotado até o caroço e consumi até a última gota daquele macho pra aproveitar bem e ele de certo nem se lembrava mais daquela conversa e que a mala dele tava prometida kk. Ai no domingo de manha eu bem bandida, acordei mais cedo e sutilmente comecei a amarrar as mãos e os pés dele na cama, eu já tinha deixado tudo certinho pra aquele dia onde eu finalmente ia chupar aquela delicia dele. Fiz tudo bem silenciosamente, quando acabei olhei pra ele ali, com aquele pau extremamente duro atravessado no calção kkk parecia uma tora de tão grosso, meio arcado, pelo menos por cima do calção fininho dava essa impressão, e parecia ser muito apetitoso. Ai puxei as amarras por baixo da cama fazendo com que as mãos e o pés dele fossem puxados em sentidos opostos, abrindo bem a guarda dele e de forma instantanea, trazendo os braços pra cima e as pernas pra baixo e deixando ele perfeitamente esticadinho na cama, sem folga pra movimentar as mãos ou as pernas, e amarrei ambas as pontas da corda no pé da cama rapidamente. É claro que nisso ele se acordou, mas já era tarde pois eu já tinha imobilizado ele legal exatamente como eu disse que faria, ai me olhou meio que não entendendo o que tava acontecendo, ai eu disse pra ele ficar tranquilo que eu só ia abrir o calção dele e chupar o cacetão grosso que ele tinha ali gurdado. Ele riu achando que era uma pegadinha minha e pediu pra eu solta-lo, ai eu respondi que não, que tava doido pra mete a gulosa num pau grande e o dele ia me servir perfeitamente. Ai olhei praquele rapaz novinho ali presinho com o pau desenhado na roupa comigo prester a obter o que eu queria, era uma visão deliciosa. Ai agarrei o pau dele que ainda estava durão por sinal e comecei a apertar e sentir a dureza, queria sentir cada centímetro do pau dele na minha mão e aproveitar ao máximo cada detalhe daquele momento. Nisso ele começou a rir e fazer força com as mãos e as pernas. Nossa cara, aquilo só aumentou o meu tesão, tava adorando apalpar aquele caralhão grosso, duro e novinho dele por cima da mala. Ele me dizia pra mim parar de pegar no pau dele que isso era coisa de viado, ai eu disse pra ele que eu era viado e por isso adorava pegar num pau principalmente no dele que era tamanho G e tava bem duro, e apertava mais kkkk e ele ria e se contorcia. Ai depois eu abri o calção dele e tirei o pau dele pra fora, era lindo, bem grosso e veiudo, e comecei a bater uma punheta, só pra sentir o elevador dele se era bom. Quando começou a babar e a sair aquele liquidosinho eu cai de boca e finalmente comecei a chupar, ai ele soltou um urro, kkk. E eu continuei só sugando a cabeça, un delicia, mantinha ela dentro da boca e lustrava com a lingua e sorvia todo o suco dele. Olhava a carinha dele com o pau ainda na boca conforme eu havia dito que queria fazer, e a cara dele de frustação só me dava mais tesão ainda. Tentava engolir o máximo que dava, mas o que eu gostava mesmo era do cogumelo, adorava ficar sorvendo ali. Ele dizia pra mim parar com aquela chupação toda que ele não tava aguentando no que respondia que eu tinha dito que ia amarrar ele e chupar o cacetão dele a força que nem era pra ele reclamar pois tinha dito que duvidava e me desafiado e pra ele aproveitar o momento e relachar. Eu adorava mesmo era quando ele se contorcia, sei lá se era um misto de prazer com vontade de se soltar kkk, só sei que quando ele se esforçava o pau dele enrrijecia mais dando aquelas pulsadas sabe, devia ser o fluxo do sangue pela força que acaba indo para o pau também, o que eu não imaginava era que isso ia me dar tanto prazer. Lambia tb o cacete dele de cima a baixo. Aproveitava pra sorver o melzinho que brotava do cacete dele. Suguei, suguei, suguei fiquei ordenhaando aquele pau de 18cm e me satisfazendo durante 1h até sugar todo o nectar dele, chupei gostoso até que ele esporrou dentro da minha boca e fiz questão de engolir tudo e puxar até a última gota, ahhhh delicia de leitinho o dele. Depois eu guardei o pau dele dentro da cueca e fechei o calção e deixei ele amarrado ali, ele parecia cançado e mais conformado agora e acabou voltando a dormir. Quando acordou eu já o tinha desamarrado, então ele só me deu uns cascudos e me chamou de viado chupador de pica, mas não deu nada, pois ele é muito zoeiro tb e crescemos juntos e eu siceramente desconfio que na real no fundo ele curtiu tb a brincadeira.

Teve uma outra vez que eu fui mais longe, amarrei ele de novo na cama kkkk só que dessa vez eu sentei no pau dele e fiz ele comer um cú de viado a força kkkk, doeu bastante, mas como era eu que controlava a intensidade da metida, foi de boa, foi ótimo sentir aquele cacete dele entrando e saindo, muito bom. Se o cara mete na gente é pq comeu o nosso cú mas se a gente mete o cú no pau dele significa que a gente é que comeu o pau dele ou comeu ele pelo pau rsrsrs. Nesse dia ele quase me deu um soco depois kkk. Mas não adianta, ele me adora kk. Inclusive quando eramos criança peguei várias vezes no pinto dele em brincadeiras e na hora de dormir, eu adorava fazer isso e ele sempre brigava comigo quando percebia kkk. Sei que sou doidinho, mas fazer o que, fiquei viciado no pau dele.