Patolada na Mala

Um blog especializado em Sleeping Fetsh, Malas e Patoladas.

quarta-feira, 15 de abril de 2015

Conto: A calça social do amigo da igreja

Olá queridos.

Reciclando um conto de um anônimo extraído dos comentários.
Achei interessante e bom ter ele nas postagens.
-----

Olá. Tem um rapaz da minha igreja, um amigo meu. Ele tem 19 anos e eu tenho 15. E eu sempre fico secando o volume na calça dele, um volume bem acentuado naquela calça social justa. Ai as vezes da pra ver um volume correndo para o lado no tecido que eu tenho certeza que é a rola dele que ele guarda de lado dentro da cueca. Me da uma vontade de apertar aquela mala quando vejo aquilo, de sentir na mão e ficar sentindo a rola dele pelo tecido. Ninguém sabe de mim e desses meus desejos e eu morro de vontade de pegar naquele volumão e ver como é, se é grande como parece só que sem ele saber. Já pensei em tudo e cheguei a conclusão que o único jeito de eu mexe no piru dele é durante a noite quando ele estiver dormindo. As vezes ele vem aqui em casa jogar video-game comigo coisa que nós gostamos muito de fazer.
Estou pensanso seriamente em convidar ele pra vir dormir aqui em casa pra gente ficar jogando video-game até tarde e ficar de tocaia esperando ele dormir e depois que ele pegar no sono aproveitar pra bulina aquele volumão dele, pega naquele piru gostoso que ele deve ter. Ele já me disse uma vez que tem sono pesado, acho que tenho grandes chances de conseguir pegar bastante na rola dele. Claro que ele não vai dormir de calça social como eu tenho na minha memória, mas vai dar pra pegar mesmo assim hehe.
4ª feira é feriado aqui e to pensado em convidar ele pra vir dormir aqui na 3ª feira ai na madrugada de 4ª eu dou o bote naquela malona. Do um short de nylon bem fininho de jogador de futebol pra ele dormir, só pra conseguir ficar pegando no piruzão dele por cima do tecido fininho bem facilmente enquanto ele dorme rsrsrs. Ou então uma bermuda com zíper pra eu abrir e ver o volume da cueca dele. Adoro volume de cueca e morro de curiosidade de ver a dele, o desenho da rola dele marcada na cueca.
Só em pensar em pegar naquele cacete que provavelmente é maior que o meu eu já fico louco. 

Eu resolvi convidar ele pra dormir aqui pra quem sabe conseguir realizar esse desejo e vim aqui pra contar pra vcs o que aconteceu conforme alguns me pediram.
Só em me lembrar já fico de pau duro. Como eu tinha dito, 4ª foi feriado na minha cidade e eu convidei ele pra posar aqui na 3ª pra gente passar o dia seguinte e aquela noite jogando vídeo-game e como eu já esperava ele aceitou e veio todo contente, pq Tb gosta bastante assim como eu hehe. Pois bem, depois da igreja ele já veio comigo, todo gostoso com aquela calça social que deixa a mala dele gostosa de se ver e eu mau podia esperar pra chegar a hora de dormir. Fizemos um lance num drive aqui perto e fomos pra casa já prontos. Chegamos e depois de conversar um pouco com meus pais, fomos jogar no meu quarto. A casa já tava apagada com os meus pais e minha irmã nos seus quartos cada qual. Eu já tinha até separado uma roupa pra ele dormir, arranjei um calção de jogador de futebol bem daquele jeitinho pra ele dormir. O calção era meu e como eu só tenho 15 anos ia ficar um pouquinho justo nele eu imaginei, mau podia esperar pra ver como ia ficar a mala dele ali na frente. Até uma régua eu deixei separadinha pra quem sabe talvez tirar as medidas kkkkkk. Quando eram umas 11h eu olhei pra ele e vi o semblante dele pesado, pingando de sono e já fiquei todo animado, fiquei até excitado na hora. Deduzi que era por causa dele ter trabalhado o dia todo mas nem comentei nada pois eu queria que ele dormisse rápido mesmo. Ai eu disse pra ele ficar jogando que eu ia tomar um banho e já voltava. Ai beleza, tomei meu banho e voltei. Quando abri a porta qual foi a minha surpresa, ele tinha ferrado no sono ali mesmo, no colchão aonde nós estávamos jogando. Eu acho que ele deve ter dado uma deitadinha só pra descansar um pouquinho enquanto jogava pois até o controle estava numa das mãos dele ainda e o jogo rodando na TV esperando o start. Mas o melhor de tudo era que ele ainda não tinha trocado de roupa, ou seja, ainda estava com aquela calça social com o volumão na frente que eu sempre sonhei em agarrar kkkk e de barriga pra cima ali apagadinho na minha frente. Era os esticar a mão e apalpar aquela delicia. Na hora que vi aquilo me deu até um frio na espinha uhuuuu. Aquela me parecia a oportunidade perfeita, quando eu poderia pegar naquele volume daquele jeitinho como eu sempre quis? Mas eu estava preocupado pq como ele tinha pego no sono naquelas sircunstâncias, poderia estar com o sono leve ainda.

Então eu fui lá abaixei o volume da TV, desliguei a luz do quarto e sentei no chão ao lado do colchão, peguei o outro controle e comecei a jogar pra passar o tempo, embora estivesse muito difícil em vista do que eu estava prestes a realizar. Quando deu uma meia-noite eu pensei, é agora. Cansado do jeito que ele tava e pesado como ele disse que o sono dele era, ele devia estar ferradasso no sono, éra minha chance de apalpar aquela mala de 19 anos dele naquela calça social sexy rsrssss que ele sempre usava. O zíper fazia até um curvona pra cima denotando o que tinha por baixo como já era normal. Pensei eu, é agora que eu pego nesse pintudo e sinto como é a rolona dele. Ai eu me virei estiquei o braço e fui com a mão em cima daquele volumão delicioso que ele tem. Na hora que eu encostei parece assim que levei um choque de tanta adrenalina. Se ele me pegasse eu tava fudido, mas a chance era boa demais pra disperdiçar. Olhando para o rosto dele vi que nada acontecia então tomei coragem e comecei a apalpar todo aquele volume gostoso sobre o tecido fininho da calça, aaaaaa como era gostoso apertar aquilo, tava tão quentinho e tão molinho. Eu ficava intercalando os olhares, vigiando o rosto dele e olhando pra minha mão apertando ali na frente da calça. Cara perdi a noção do tempo pegando ali. Ele é muito gatinho e as meninas são tudo doida pra namorar com ele, o que deixava a mala dele ainda mais gostosa de pegar, pois eu sei que muitas adorariam sentir o que a minha mão estava sentindo rarara. Peguei no piru dele, consegui sentir aonde estava e fui pegando com os dedos e tentando trazer ele para o lado pra mim ver a extensão do pau. Era bem fácil de perceber pelo tecido. Fui trazendo trazendo mas não consegui e fiquei pegando ali nele esperando que talvez ficasse durão, ai ia ser tudo, mas não ficou. E ele nada. Ai me deu vontade de abrir o zíper e pegar por cima da cueca, eu tremia igual vara verde fazendo isso tudo, mas dava muito tesão. Eu já tinha apalpado horrores por cima da calça social, acho que ele não ia se acordar só em abrir o zíper. De vagarzinho e com cuidado abri o zíper dele e coloquei a mão pelo buraco e enchi a mão na cueca dele e comecei a apalpar tudo, muito delicioso por sinal o volume da cueca dele, um baita volumão igual o da calça. Nunca foi tão fácil pegar nos dotes de um homem e realmente estava bbem fácil pelas posições e sircunstancias. Ai fiquei pegando ali por dentro apertando aquele sacão e munhecando no piruzão dele pra ver se eu conseguia fazer ficar duro. Imaginava eu que mole era um baita duro ia ficar gigante, quando senti que a respiração dele começou a se alterar. Resolvi tirar a mão e fechar o zíper rapidinho. Peguei o controle continuei jogando como se nada fosse nada. Depois de uns 10 minutos ele se acordou olhou para mim com um cara de sono e disse que tinha ferrado no sono.

Ai ele acordou e eu fiquei meio assim dele ter sentindo alguma coisa, mas acho que não percebeu nada pois se comportou bem normal. Ai eu disse que ele ferrou legal no sono e entreguei pra ele a roupa que eu tinha separado pra ele dormir, uma camiseta e um calçao que eu sabia que ia deixar o piru dele bem marcado, pq não tinha nada na frente, só o tecido liso, e disse pra ele se trocar pois ele ainda estava com a roupa da reunião e ia se ruim dele dormir assim. mau sabia ele que aquele calção não passava de uma armadilha. Ai ele pegou a roupa e foi no banheiro se trocar enquanto eu fiquei me lembrando no que tinha feito a alguns instantes a trás com a mão grudada no pacotão dele apalpando tudo bem gostoso e da hora que eu tava com a mão enfiada dentro da calça dele mexendo na cueca dele e naquele recheio todo. Eu estava na expectativa aguardando ele voltar doido pra ver o volume que ia ficar ali na frente. Não demorou muito ele voltou já usando a roupa e como eu havia imaginado o calção ficou bem acentadinho no corpo dele mostrando todo o recheio da cueca e evidenciadno o volume do tabaco dele de ladinho empurrando o tecido levemente para frente do jeitinho que eu queria. Ele tava um sonho de consumo jaquele jeito, mau podia esperar pra ele ferrar no sono de novo. Então tratei de dizer pra gente ir dormir pq tb já tava com sono. Nos deitamos e eu fiquei esperando ele dormir, tava doido pra pegar mais na calabreza dele. Eu tava na cama e ele deitado no colchão logo abaixo aonde estavamos jogando. Fiquei esperando uma meia hora até que eu comecei a ouvir ele ressonando. Pensei, é agora, vou bulinar o pacote dele. Ai olhei pra ele e ele tava de costas para mim, minha mão não ia alcançar, ai pascientemente esprei mais 1h até que ele finalmente se virou de barriga pra cima e eu pude ver aquela protuberancia deliciosa no calção dele. Barriguinha sem gordura, ficava só a mala dele em evidencia. Resolvi esperar mais um pouco pra garantir e coisa de 5min ele voltou a ressonar. Estava acontecendo exatamente como eu tinha planejado desde o inicio, ele deitado naquele colchão ao meu lado virado pra cima no 7° sono e com aquele calção de futebol justo que ia facilitar todo o meu trabalho. Então estiquei a mão e levei ela em cima daquele mojave. Encostei e de novo aquela adrenalina igual da primeira vez. Comecei a alisar a extensão da pica pra sentir a superficie dela, como estava quentinha. Após passar alguns instantes só alisando e vendo que tava tudo tranquilo, cravei os dedos naquele piru e comecei a apertar sistematicamente. O que era facilmente realizavel por cima daquele calção escolhido exatamente para isso. Ahhh, finalmente eu estava me realizando. Eu tinha pego um marmanjo na minha armadilha e estava disposto a aproveitar cada cm do tabaco desenvolvido dele. Então me ajeitei de tal forma que com a minha outra mão livre eu peguei no meu pau e comecei a me masturbar levemente enquanto que com a outra mão eu continuava apalpando o piruzão dele por cima do calção. Cara, eu me excitei muito fazendo isso, principalmente quando eu pensava que com 19 anos o meu pinto ia ficar daquele tamanho tb. O delícia... Fiquei uma meia hora fazendo aquilo e me excitando. Mas eu estava obstinado e sentir aquela rola dura.

Ai tava doido pra sentir aquele pau duro. Fiquei o mó tempão lá mexendo e alisando aquela jeba na esperança dela endurece. Quando eram umas 4 da manhã eu já tava morrendo de sono e resolvi ir dormir se não eu não ia prestar no dia seguinte e me virei e fui dormir. Quando deu umas 06:10 eu me acordei com vontade de fazer xixi, e ao olhar pra ele qual a minha surpresa, ele ainda de barriga pra cima e com o cacete duro duro igual pedra. Como eu sei? pq eu levei a mão em cima e senti. segurei no pau dele e tentei apertar, mas tava duro igual uma barra de ferro. Ai quando eu apertei, o pau dele respondeu na minha mão e deu uma pulsada. Achei aquilo um máximo. Eu tirei a mão e fiquei olhando aquele cacete duro ali em baixo do tecido, parecia um vara atravessada pra cima bem grande. O calção revelava direitinho o contorno do cacete, ainda mais duro daquele jeito. Ai eu tava podre de sono, mas não queria perder aquela oportunidade de me acabar naquele pauzão duraço. Ai eu me levantei, fui mijar e voltei bem sorrateiramente pra ele não acordar. Quando voltei o pau dele continuava durão sob o calção. Ai eu estiquei a mão e comecei e pegar na anaconda daquele macho. Ia segurando com a mão cheia e apalpando de fora a fora, sentindo toda a extensão do cacetão dele. Data até pra sentir a cabeça dele bem legal. E ele ressonando profundamente rsrs. Eu adorava quando o pau dele pulava, isso acontecia quando eu metia um pouco mais de pressão e dava uma apertada mais gostosa, ai aquele bicho levantava uiie. Era o pau pulsando e eu pegando. Me punhetei pegando no pau duro dele tb hehe muito tesão, nossa. Ai eu resolvi tentar uma loucura e peguei aquela régua que eu tinha dito que eu deixei pertinho da cama. Eu já tinha patolado tanto quele pau que uma forçadinha a mais não ia acorda-lo, eu pensei. Tava doido pra ver o tamanho que tinha. Ai fui tentando abaixar o calção, mas eu não consegui pois estava um pouco justo nele. Tb por cima do calção não dava. Peguei mais um pouco por cima do calção e fui dormir o restinho da madrugada e da manha. Só sei que apaguei depois. quando eu acordei ele já tinha tomado café tava jogando e não me pareceu ter desconfiado de nada, se portou normal comigo durante o dia e nos dias seguintes. To doido pra convidar ele de novo pra dormi aqui, só que vou dar pra ele um calção com zíper, ai talvez eu consiga abrir e tirar pora fora e usar a minha régua pra descobrir o que eu quero. kkk